As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

 

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

 

Ásia

Dia de menor liquidez asiática com feriado no Japão, mas com grande movimentação no noticiário chinês, com informações de que reduzirão as restrições a investimentos estrangeiros e atuar nas dificuldades de estrangeiros ao investirem no país, como também de que seguirão um plano de intervir para manter os números de emprego estáveis em 2019. Todas essas medidas refletem a preocupação chinesa com a desaceleração do seu crescimento, enquanto ainda enfrentam a disputa comercial com os EUA.

Piorando as preocupações mundiais e chinesas quanto a desaceleração da segunda maior economia, as exportações e importações caíram 4,4% e 7,6% (maior contração em 2 anos), respectivamente na comparação anual. Apesar dessa queda, o superávit chinês alcançou um novo recorde.

O dia nos mercados financeiros asiáticos foi negativo mediante tanta pressão negativa, levando ao fechamento de -1,38% de Hong Kong e de -0,71% de Xangai.

 

Europa

No final de semana, a primeira-ministra britânica Theresa May, fez novos alertas tratando da hipótese de não aprovação do Brexit, o que levaria o Reino Unido a enfrentar um caminho muito incerto para percorrer. Tal fala mostra a preocupação da ministra que vem perdendo força, enquanto teremos a votação do Parlamento sobre o acordo firmada (T. May e representantes da UE) que deverá ocorrer na terça-feira.

--

Bolsas europeias seguiram o pessimismo asiático, abrindo com queda generalizada, com destaque para a variação de -0,61% de Frankfurt, -0,86% de Paris e de -0,4% de Londres. Tais variações se mantiveram no vermelho e em patamares similares por volta das 8 horas.

 

Economia nos EUA

Após cinco dias de dominância positiva nas bolsas de Nova York, a última sexta-feira trouxe um viés mais negativo para os investidores, que levou a maior realização de lucros e saídas estratégicas, após declarações de Powell de que continuarão com redução a do balanço do Fed no “piloto automático”, juntamente com incertezas quanto ao crescimento da economia global.

--

Futuros operavam em baixa as 7:45h de hoje, com Nasdaq -1,01%, Dow Jones -0,84% e S&P -0,86%.

 

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em baixa, com -1,14% para 2 anos, e -1,19% para 10 anos (2,667). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +1,98% e CBOE vix em +9,68%.

Pela movimentação negativa dos futuros e dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) apresentavam alta, cenário de abertura da bolsa norte-americana é de domínio pessimista, após boa movimentação na semana passada.

Economia Nacional

Após uma primeira semana de forte alta para o índice da bolsa brasileiro, acumulando 4,5%, o Ibovespa fechou esta última semana com alta de 1,98%. Com isso, os ganhos do ano já chegam a 6,57%. A semana passada ficou marcada por um início mais tenso na parte política, pois houveram contradições de falas de integrantes e do próprio presidente Bolsonaro, sendo resolvido sem grandes problemas, e ganhou melhores perspectivas por falas de integrantes do governo com relação a situação bancária (foco em BB, CEF e BNDS) e da possibilidade de um reforma da previdência mais robusta.

No exterior, a semana trouxe boas expectativas para uma futura resolução da questão comercial entre EUA e China, Teresa May perde mais força no R. Unido e presidente do Fed acalma os mercados com visão mais dovish, mas preocupa na sexta-feira com a afirmação de que continuará a enxugar o balanço do Banco Central norte-americano.

Com essa movimentação, o dólar fechou a sexta-feira com leve alta de 0,15%, acumulando uma variação de -0,01% na semana, após começar o ano com queda de 4,16%.

--

Destaque de dados apenas para o Boletim Focus (8:30), que nas projeções dos economistas TOP 5 que projetam uma Selic para o final de 2019 em 7%, a inflação esperada é de 4,02% (2019) e 4% em 2020.

Política Nacional

Sem movimentação política relevante nesse início de semana, tendo maior destaque apenas a extradição de Battisti, que pode melhorar a relação entre Brasil e Itália.

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Recomendações fundamentalista

Mercados internacionais digerem a notícia de que as contrações das exportações chinesas tiveram a maior contração em 2 anos.

Os futuros do Ibovespa refletem essa notícia com queda de -0,35%.

Seguindo os futuros de NY que apontam para queda no pregão da bolsa americana -0,90%

Dados das principais commodities como o petróleo também são negociadas em queda de -1,5%;

Tudo aponta para um dia de queda no pregão local, principalmente para Petrobras e Vale, o que pode ser oportunidade de compra, esperando-se uma retomada nos dias seguintes

DJ Commodities em -0,35% as 7:45

Petróleo: o atual presidente do STF, Dias Toffoli derrubou a decisão de Marco Aurélio de Mello que comprometia a venda de ativos da petroleira nacional. Segundo Toffoli, estava ocorrendo um “gravíssimo comprometimentos” das atividades no setor petroleiro.

Brent em -1,39% e WTI em -1,59% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:37) temos BP em -0,84%, Shell em -0,85% e fechamento de Petrochina com -0,95%.

Viés de baixa moderada, com andamento externo totalmente negativo, enquanto internamente temos notícias positivas. Caso o viés interno sobressaia o externo, o viés pode ser inverter (PETR4).

Minério:

Dólar estava -0,01% as 7:45, cotado a R$ 3,7113, após a semana passada fechar em R$ 3,708.

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com -1,25%, Rio Tinto em -0,1% e BHP em -0,76%, as 7:38.

Viés de baixa moderada, com expectativa de seguir o dia ruim externo, mesmo com a alta de 1% do minério na China (VALE3/BRAP4).

Siderurgia:

Após investigações da Comissão Europeia, foi revelado a OMC que produtos importados do setor do aço estariam afetando o mercado e a concorrência dentro do bloco europeu. Com isso, deverá ser votada nesta semana a inserção de limites e taxas sobre a importação de aço brasileiro na UE.

Em Londres, ArcelorMittal em -0,3% (7:52). Na Ásia, tivemos o fechamento de Nippon Steel com +0,55%, Hesteel +1,0% e Baoshan +0,15%.

Viés baixa, considerando o par europeu em queda e notícias ruins para as siderúrgicas nacionais (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Dólar estava -0,01% as 7:45, cotado a R$ 3,7113, após a semana passada fechar em R$ 3,708.

Pulp & Paper Index Price fechou o dia com leve baixa de +0,46%, atingindo 526,2.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper fechou em +0,5, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em -1,52% e UPM em -0,44%, as 7:53.

Para hoje, acreditamos no viés de alta moderada, pela movimentação dúbia do setor na parte externa, mas tensão geral que pode ajudar os pares brasileiros (SUZB3/KLBN11).

Bancos:

Viés de baixa moderada, pelo viés pessimista vindo do exterior e pouca novidade interna positiva para inverter tal pessimismo. (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar