As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

 

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Destaque asiático apenas por conta do CGPI de outubro no Japão, que é o Índice de Preço de Mercadorias Industriais, ou seja, a inflação da perspectiva dos fabricantes. A variação de mensal foi de +0,3% (expectativa de +0,1%) e de +2,9% no anual (expectativa de +2,8%).

Bolsas asiáticas fecharam o primeiro dia da semana majoritariamente em alta, com Xangai em +1,22%, Tóquio em +0,09% e Hong Kong em +0,12% (exceção asiática foi a bolsa sul-coreana). Os mercados asiáticos seguem atentos aos desdobramentos mundiais, como a questão comercial entre China e EUA e do petróleo que tende a reduzir a produção. Na China, maior influência segue do governo e do banco Central chinês, que vêm informando que se for preciso, ambos vão estimular a economia do país, com destaque para pequenas empresas. No Japão, o iene mais fraco ajudou no fechamento positivo. 

Europa

Neste domingo ocorreu o Fórum da Paz de Paris, onde estavam presentes as principais autoridades mundiais, com exceção notável de Donald Trump. O destaque do evento foram as falas de Macron e Merkel, que seguiram a linha do multilaterismo como uma das principais formas de se manter o paz mundial, indicando que os problemas vividos pelos países não podem ser resolvidos apenas por aquele país, considerando que o isolamento nunca foi uma solução.

--

Mercados europeus abriram o dia em alta generalizada. A bolsa de Frankfurt começou o dia em +0,55%, a de Paris em +0,02% e de Londres em +1%. Durante a produção deste relatório, todas as três principais bolsas apresentavam piora no desempenho, com Paris já atuando no campo negativo. 

Economia nos EUA

Os EUA e a Arábia Saudita concordaram em encerrar o reabastecimento de aeronaves da coalizão que combate os insurgentes Houtthi no Iêmen. Além de críticas sobre ataques aéreos no Iêmen que matou civis, temos o pressão global contra a Arábia com o caso do jornalista assassinado no consulado saudita em Istambul.

 

As empresas AutoHome, Aecom, Kamada e Urogen são os principais destaques para a agenda de resultados trimestrais desta segunda-feira.

--

Futuros operavam majoritariamente positivos as 7:45h de hoje, com Nasdaq +0,33%, Dow Jones -0,07% e S&P +0,04%.

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em baixa, com -0,13% para 2 anos, e -0,11% para 10 anos (3,186). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +0,23% e CBOE vix em +1,73%.

Pela movimentação mais positiva dos futuros, negativa dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) operavam em leve alta, cenário de abertura da bolsa norte-americana é confuso, apesar de haver alguma dominância no viés negativo

 

Economia Nacional

Semana passada foi marcada pela movimentação mais negativa no país, principalmente por realização de lucros de boa parte dos investidores estrangeiros, juntamente com movimentação externa que ajudou no enxugamento de dinheiro estrangeiro no país.

Justamente pelo enxugamento do “dinheiro gringo” na bolsa brasileira, além dos resultados trimestrais que não conseguiram dar a força necessária, o Ibovespa acumulou uma queda de -3,14%, depois de 5 semanas de forte alta, enquanto sexta-feira fechou quase no zero a zero, com +0,02%.

A saída de dinheiro estrangeiro também influenciou o dólar, movimentando-se na direção oposta do Ibovespa, com o acumulado semanal de +0,9%, segunda alta consecutiva. Na sexta-feira, o paridade com o dólar apresentou baixa de -0,7%.

--

No início do dia tivemos a divulgação dos resultados do IPC – Fipe da primeira semana de novembro, com a inflação para SP. A variação da semana foi de 0,4%, menor que a anterior (0,48%). Os principais itens de alta foram os de Alimentação (0,86%) e de Saúde (0,52%).

Também teremos o Boletim Focus, as 8:30, trazendo as novas expectativas para a economia nacional adaptando os acontecimentos recentes.

 

Dentre os resultados trimestrais agendados para hoje, destacamos: Alupar, Bahema, Direcional, Eletrobras, Light, Lix e Renova

Política Nacional

Em meio a protestos e manifestações para que Temer vete o aumento de mais de 16% da remuneração dos ministros do STF, Jair Bolsonaro afirmou neste final de semana que se ele fosse o presidente, ele vetaria, justificando que isso complicará a situação fiscal dos próximos anos e que não é o momento para se pedir um aumento, sendo que devem dar o exemplo

 

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Recomendações fundamentalista

O Ibovespa futuro sinaliza que teremos um pregão de ligeira queda -0,06%, embora as commodities como petróleo estão em alta +1,50% na cotação do Brent, que impacta uma das principais ações do índice que é Petrobras

O índice deve seguir a tendência dos EUA, indicada pelo S&P500 Futuros de -0,09%, podendo reverter

DJ Commodities em +0,46% as 7:45

Petróleo: importante recuperação dos preços do petróleo no dia de hoje, influenciados principalmente pela informação de que a Arábia Saudita planeja cortar a produção em dezembro.

Brent em +1,64% e WTI em +0,98% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:32) temos BP em +2,02%, Shell em +1,25% e fechamento de Petrochina com +0,37%.

Viés de alta, com possibilidades de menor produção e exterior positivo para o setor (PETR4).

Minério:

Minério de ferro fechou a 520,00 na China, com variação de -0,76%.

Dólar estava +0,07% as 7:45, cotado a R$ 3,73.

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com +2,01%, Rio Tinto em +3,55% e BHP em +3,07%, as 7:33.

Viés de alta moderada, com setor externo positivo, apesar da queda do minério na China. Também há influência dos possíveis estímulo na China. (VALE3/BRAP4).

Siderurgia:

Em Londres, ArcelorMittal em +1,65% (7:38). Na Ásia, tivemos o fechamento de Nippon Steel com -0,16%, Hesteel +1,65% e Baoshan +0,27%.

Viés alta, acreditando em influências positivas vindos da China, e movimentação externa majoritariamente positiva para o setor (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Klabin divulgou na sexta-feira que emitirá bônus no exterior para conseguir 500 milhões de dólares. Importante lembrar que Klabin é a terceira companhia brasileira que tenta buscar recursos externo, após a vitória de Bolsonaro.

Dólar estava +0,07% as 7:45, cotado a R$ 3,73.

Pulp & Paper Index Price fechou o dia com leve baixa de +0,35%, atingindo 596,49.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper fechou em +0,39%, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em -0,23% e UPM em -1%, as 7:41.

Para hoje, acreditamos no viés de alta moderada, pela alta do dólar nesta manhã e setor externo mais positivo (SUZB3/FIBR3/KLBN11).

Bancos:

Viés de baixa moderada, pela possibilidade de seguir o início negativo vindos das bolsas de NY (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

Extra 1:

CSAN3 – Cosan divulgou os resultados trimestrais na sexta-feira. A Receita Líquida aumentou 40,63%, o PL retraiu 13,39%, fechando com o Lucro Líquido 1,53% maior que o valor do ano passado. Viés de alta moderada.

ABCB4 – o Banco ABC divulgou na sexta-feira os resultados trimestrais. As Receitas Líquidas cresceram em +136,27%, o PL se expandiu em 12,9%, fechando com um Ebitda 40% menor, enquanto o Lucro Líquido foi 11,5% superior (todos na comparação anual). Viés de alta moderada

Alupar (ALUP11) receita aumentou 5% vs 3T17, R$ 406 mi. EBITDA R$341 mi ante R$ 314 mi. Lucro Líquido caiu para R$ 98 mi ante R$ 117 mi. Viés de ligeira baixa

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar