As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

 

Escrito por:

Gabriel Cavarettoe Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

 

Bolsa asiáticas fecharam o último dia da semana em dominância positiva, com as principais apresentando as seguintes variações: +0,24% para Hong Kong, -0,04% para Xangai e +0,73% para Tóquio.

Boa parte da movimentação teve participação da recuperação de dias ruins e movimentos internos, como ocorreu no Japão com as blue chips tendo um ótimo dia. A China teve no final do dia a divulgação da sua balança comercial, com saldo bem mais positivo que o esperado, justificado pelo forte aumento das exportações, enquanto as importações caíram mais que o esperado, mesmo assim não houve tempo da bolsa fechar em terreno positivo.

 

Europa

Dia mais amenos no noticiário europeu, ainda influenciado com a pressão tarifária dos EUA, as bolsas tiveram também pouca variação no início desta sexta-feira, com destaque para as principais bolsas: -0,18% de Frankfurt, -0,12% de Paris e +0,05% de Londres. Dados de produção do bloco europeu pouco acima do esperado podem ajudar a inverter a abertura negativa.

 

Economia nos EUA

Maior destaque econômico de hoje são as prévias de dados relacionados a percepção e confiança econômica dos norte-americanos.

--

Futuros operavam em alta as 07:45 de hoje, com Nasdaq +0,37%, Dow Jones +0,65% e S&P +0,46%.

 

Treasuries e VIX nos EUA – 07:45

Treasuries operavam em alta, com +1,5% para 2 anos, e +1,65% para 10 anos (2,545). Enquanto isso, o Vix futuro estava em -3,62% e CBOE vix em -4,61%.

Pela movimentação positiva dos futuros e dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) operavam em forte baixa, cenário de início do dia financeiro no EUA é bem positivo.

 

Economia Nacional

A bolsa nacional fechou o mês de março ultrapassando a marca de 1 milhão de investidores, com crescimento de 6,9% em relação ao mês anterior, enquanto em 12 meses o crescimento foi de 49,4%.

 

 

Política Nacional

Em evento em Nova York, o presidente da câmara, Rodrigo Maia, comentou a dificuldade que o governo vem tendo na articulação com os parlamentares para tratar da reforma da previdência, apesar de dizer que já houveram melhoras. Maia pontuou que espera também que uma reforma robusta seja aprovada, considerando que a aposentadoria rural e o BPC poderiam ser retirados para facilitar a tramitação.

A fala mais crítica de Maia ocorreu no mesmo dia que foi noticiado que Bolsonaro assumirá a articulação da reforma no congresso, lutando inclusive para não colocar a PEC do orçamento impositivo antes da votação da reforma da previdência (possibilidade já levantada pelo presidente da CCJ). O governo também busca aprovação da reforma até o fim do primeiro semestre ou no máximo no início do segundo semestre.

--

Ontem Maia também atuou no envio da emenda à Constituição que trata da reforma tributária para a CCJ, enquanto o próprio governo ainda não apresentou nenhuma proposta direta ao congresso para o tema. Agora cabe ao presidente da CCJ definir o relator da emenda. A ideia base é da criação de uma espécie de imposto sobre valor agregado (IVA), que contaria com uma unificação do PIS/Cofins, IPI, ICMS e ISS, com transição de 10 anos.

Conheça Upside Advisory: Aconselhamento individualizado para seus investimentos em ações, fundos e renda fixa. Aumente seu patrimônio com Upside

Advisory Upside Investor

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Bom dia investidor!

Mercado internacionais de NY sinalizam pregão de alta, a questão é até quando este fator pode impulsionar o pregão local, que sinaliza queda.

Embora, com o Petróleo no positivo com os futuros e o à vista negociado no positivo é possível esperar alguma reversão no pregão para Petrobras

O Dólar corrobora a tese que o pregão pode ser negativo, já que os contratos são negociados em alta, exportadoras são uma opção

Continuamos otimistas com a Bolsa, apesar dos ajustes de curto prazo.

A estratégia é aproveitar a queda para se comprar os ativos e revender na retomada dos próximos dias

Bons negócios e um excelente pregão!

Recomendações fundamentalista

DJ Commodities em +0,71% as 7:45

Petróleo: para hoje apenas a confirmação de que a Petrobras deverá vender sua participação da BR Distribuidora e que a petroleira nacional adiou o reajuste dos preços do diesel. O adiamento dos preços mostra alguma intervenção do governo que tende a desanimar os investidores.

Futuros do petróleo subiram durante sessão asiática.

Brent em +1,24% e WTI em +1,53% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:56) temos BP em +0,81%, Shell em +0,52% e fechamento de Petrochina com +0,26%.

Viés de baixa moderada, pois apesar de termos boas perspectivas externas para o setor, a intervenção do governo em adiar os preços espantam os investidores, como foi verificado no pré-market das ações de Petrobras nos EUA (-4%) (PETR4).

Minério:

Dólar estava +0,01% as 7:45, cotado a R$ 3,8573, após fechar em R$ 3,8576 (+0,86%) no dia anterior.

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com +1,21%, Rio Tinto em +1,34% e BHP em +0,47%, as 7:57.

Viés de alta moderada, na expectativa de seguir pares externos, alguma recuperação interna e alta do minério na China (+0,69%) (VALE3/BRAP4).

Siderurgia:

Em Londres, ArcelorMittal em +2,41% (07:58). Na Ásia, Nippon Steel, do Japão, fechou variando -0,10%, enquanto na China Hesteel e Baoshan fecharam em -0,57% e -1,43%, respectivamente

Viés baixa, apesar da alta do vergalhão de ferro negociado na Ásia, temos pares em queda e tendência interna das ações em se manter em baixa até que novas informações apareçam (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Dólar estava +0,01% as 7:45, cotado a R$ 3,8573, após fechar em R$ 3,8576 (+0,86%) no dia anterior.

Pulp & Paper Index Price variou -0,26%, fechando a 586,43.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper variou -0,14%, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em +2,21% e UPM em +1,37%, as 07:55.

Para hoje, acreditamos no viés de alta moderada, com alta recente do dólar ajudar este setor, além de termos os pares europeus em dia bem positivo (SUZB3/KLBN11/DTEX3).

Bancos:

Viés de alta moderada, na expectativa de alguma recuperação interna após boas quedas dos preços, contando ainda com dia mais ameno na Europa e mais positivo na abertura dos EUA (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Shin Lai declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar