As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

 

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Em dia de movimentação mista, embora mais positiva dos mercados asiáticos, a bolsa japonesa voltou a operar fechando em -2,26%, absorvendo todas as notícias negativas que ocorreram durante a semana, tendo maior destaque para a queda das ações ligadas a Apple. Nem os dados positivos do PMI Industrial japonês conseguiu influenciar tão positivamente nesse dia de queda.

Com o governo chinês informando que atuará novamente para estimular a economia, com possibilidade de cortes dos compulsórios bancários, além de recuperar dos preços baixos acumulados na semana, a bolsa de Xangai subiu +2,05%, ajudado também pela PMI de Serviços que teve ganho de um ponto para dezembro. Já a bolsa de Hong Kong subiu +2,24%, ajudada pela movimentação que influenciou positivamente Xangai, além de bom desempenho do setor farmacêutico.

Europa

Abrindo majoritariamente com ganhos nas bolsas locais, destacamos a alta de +1,02% de Londres, +0,9% de Paris e de +1,22% de Frankfurt, enquanto os dados econômicos não são animadores, com o PMI Composto e de Serviços de dezembro vindo abaixo do esperado nas principais economias do velho continente (PMI composto em mínima de 5 anos na zona do euro), com exceção do PMI de Serviços britânico. Outros dados econômicos ligados a movimentações de preços internos, também não trouxeram movimentação animadora para as bolsas europeias.

Também ganhou algum destaque no noticiário europeu a informação de que o número de imigrantes que passaram pelo mediterrâneo para entrar na Europa foi menor em 2018 do que 2017, segundo informações do U.N.

Mesmo com os resultados econômicos mais decepcionantes, as altas informadas no início tiveram um ganho de força durante a produção deste relatório (por volta das 8 horas).

 

Economia dos EUA

Ontem a Apple revisou para baixo a previsão de lucro fiscal para o primeiro trimestre de 2019, que levou consigo consequências bem negativas para a bolsa de valores, com queda de quase 10% das ações da empresa, além de derrubar o acionário de empresas do setor, como Amazon (-2,52%), Microsoft (-3,68%) e Google (-2,77%).

--

Futuros operavam em alta as 7:45h de hoje, com Nasdaq +1,59%, Dow Jones +1,15% e S&P +1,25%.

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em alta, com +1,66% para 2 anos, e 2,0% para 10 anos (2,604). Enquanto isso, o Vix futuro estava em -3,2% e CBOE vix em -5,19%.

Pela movimentação positiva dos futuros e dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) apresentam movimentação negativa, cenário de abertura da bolsa norte-americana é otimista para a abertura, com todos as variações indicando um dia de recuperação.

 

 

Economia Nacional

Tivemos a divulgação do IPC-Fipe (mensal) de dezembro, variando em +0,09%, abaixo dos 0,15% esperado, que também foi a inflação paulista registrada no mês de novembro. No ano, o acumulado foi de 3,02%, com maior destaque para a alta dos itens de Saúde (+6,61%) e Alimentação (+5,08%).

Seguindo a agenda de divulgação internacional, às 9 horas de hoje serão divulgados o PMI Composto de novembro e o PMI de Serviços do mesmo mês. Ambos tiveram dois meses de boas recuperação, fechando outubro com 51,6 e 51,3, respectivamente.

 

Política Nacional

Ontem o presidente Bolsonaro afirmou, através de suas redes sociais, que busca conseguir em torno de 7 bilhões de reais em investimentos com a concessão de 17 terminais ligados à infraestrutura. Boa parte dos leilões desses empreendimentos já haviam sido preparados pela gestão de Temer.

Recomendações Diárias Fundamentalistas

No terceiro pregão do ano, o Ibovespa futuro aponta para um pregão de ligeira alta +0,4%.

As bolsas americanas sinalizam alta mais forte, acima de +1% para o pregão de hoje, o que pode impactar positivamente o Ibovespa

As commodities de energia como o petróleo são negociadas em alta, com Brent e WTI acima dos +2%. Isto deve dar o tom positivo para Petrobras

Recomendações fundamentalista

DJ Commodities em +1,20% as 7:45

Petróleo: o novo ministro de Minas e Energia, afirmou ontem que não pretendem interferir na política de preços dos combustíveis, buscando apenas reforçar a transparência para esta política, para que a sociedade entenda o que está pagando. Outro ponto informado foi sobre a cessão onerosa, que apesar de estarem discutindo o valor e a forma de pagamento, acredita-se numa resolução em até 100 dias de governo.

Outro ponto de destaque para o setor é a informação de que a gasolina da refinaria cai para o menor preço desde outubro de 2017, atingindo nesta sexta-feira o valor de 1,4537 reais por litro, acompanhando as tendências internacionais.

Futuros do petróleo subiram durante a sessão asiática.

Brent em +2,02% e WTI em +2,0% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:37) temos BP em +1,93%, Shell em +1,79% e fechamento de Petrochina com +1,11%.

Pela movimentação externa dos preços e dos pares internacionais otimistas, somados com as informações internas do mesmo teor, acreditamos em novo viés de alta. (PETR4).

Minério:

Minério de ferro na China fechou o dia com variação de +3,23%, cotado a 511,00 iuanes.

Dólar estava em R$ 3,7566, variando -0,01% desde a abertura, ou -2,49% se comparar ao preço de fechamento anterior.

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com +2,82%, Rio Tinto em +1,99% e BHP em +2,83% as 7:38.

Ontem, apesar da movimentação positiva dominante na bolsa nacional, o setor seguiu a tensão externa do próprio setor. Como não tivemos novas movimentações internas e o exterior é bem mais positivo para o dia de hoje, o viés é de alta (VALE3/BRAP4).

Siderurgia:

Em Londres, ArcelorMittal em +3,86% (7:38). Na Ásia, tivemos o fechamento de Nippon Steel com -1,77%, Hesteel +1,4% e Baoshan +1,24%.

Pela otimismo interno e falta de novidades, somado com a movimentação positiva dos pares internacionais e dos preços de vergalhão de aço na Ásia, acredita-se em um viés de alta (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Dólar estava em R$ 3,7566, variando -0,01% desde a abertura, ou -2,49% se comparar ao preço de fechamento anterior.

Pulp & Paper Index Price fechou o dia com leve baixa de -0,77%, atingindo 496,25, respondendo ao acúmulo negativo da semana.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper fechou o dia com variação de -0,53%, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em +2,01% e UPM em +1,99%, as 7:40.

Ontem, finalmente as ações demonstraram resposta a queda do dólar, por isso, mesmo com a movimentação mais positiva do parte externo deste setor, acreditamos em um dia de viés de baixa moderada, a menos que haja alguma recuperação de preços pelo baixo valor atual. (SUZB3/FIBR3/KLBN11).

Bancos: o atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, informou que o presidente Bolsonaro pretende facilitar a entrada de capital estrangeiro no setor bancário nacional. Segundo o presidente do BC, Bolsonaro deverá editar um decreto delegando ao Banco Central nacional a responsabilidade de autorizar tal participação estrangeira em instituições financeiras.

Com as informações supracitadas positivas e as boas expectativas vindas de forma generalizada das bolsas internacionais, acreditamos em um outro dia de viés de alta, entretanto a entrada de novos concorrentes no setor pode colocar pressão sobre o setor (BBAS3/ITUB4/BBDC4)

Taesa (TAEE11) O governador de MG, Romeu Zema mencionou que a Taesa pode ser privatizada sem o aval dos deputados mineiros, ao contrário de Copasa e Cemig que precisam da aprovação dos congressistas.Viés de alta para Taesa

 

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar