As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

No início do dia, foi divulgado o IPC-núcleo do Banco do Japão (anual), apresentando alta de -0,5% (expectativa de alta de +0,6%).

Bolsas asiáticas fecharam o dia com grande maioria em alta, com destaques internos e setor de energia, principalmente petróleo, balizando as altas. No Japão, a bolsa subiu +0,36%, atingindo a oitava alta consecutiva e máxima em oito meses, sendo apoiada pelo iene mais fraca, crescimento mais sólido, política do BoJ e contentamento com o partido no poder. China apresentou alta de +0,92%, com setores de siderurgia e petróleo apresentando bom fechamento. Destaque também para Hong Kong, com boa alta de +1,15%, atingindo a melhor marca do mês.

Europa

Na França, Confiança do Consumidor e o número de Candidatos a Emprego apresentam maior destaque, com o primeiro em 94 (expectativa de manter em 97), e o segundo com 3.472,8 mil (anterior em 3.462 mil). Resultados indicam piora para a economia.

No R. Unido, foi divulgado as Aprovações de Financiamento Imobiliário Bruto, com 39,4 mil (expectativa de fraca melhora para 39,7 mil). Este resultado ajuda na projeção deste setor importante para a economia dos países, que se mostrou mais fraco que o levantamento anterior.

Bolsas europeias abriram o dia em dominância de alta, com Paris subindo +0,07%, Frankfurt com +0,16%, enquanto Londres seguiu na contramão, com -0,22%. Europa segue influenciada pela boa expectativa de aprovação de orçamento na Itália (ajudaria na redução das tenções políticas internas e com a UE), e tensões quanto ao Brexit.

Durante a produção deste relatório (7:35), havia inversão positiva para Londres e negativa para Frankfurt.

Economia nos EUA

Ontem, durante a Assembleia Geral da ONU, o presidente Trump e Rouhani (presidente do Irã) provocaram um ao outro, com o primeiro criticando o governo iraniano e de ameaçar impor novas sanções, e o segundo criticou a retirada do Irã do acordo nuclear e o confronto com o multilateralismo dos EUA. Outro ponto que ganhou destaque na fala de Trump, foram os elogios à Coreia do Norte e indícios de que os EUA informando que rejeitarão o “globalismo” para defender os “interesses da América do Norte”.

O dia reserva diversos resultados para o setor de construção civil, com os números de Venda de Novas Casas (ago), com expectativa de 630 mil, enquanto a variação esperada é de +0,5%, ambos as 11 horas.

Apesar das divulgações supracitadas, o mercado deve se manter focado para o meio da tarde, quando o FOMC e o Fed deverão atrair maior atenção do mercado financeiro internacional, pela divulgação das Projeções Econômicas FOMC, com coletiva de imprensa (com presença de Powell, presidente do Fed), e a apresentação da nova Taxa-alvo de Fundos de Fed, ou a taxa base de juros, que traz a expectativa de aumentar para 2,25%, seguindo o que foi informado nas últimas finalizações.

Futuros operavam em alta as 7:45h de hoje, com Nasdaq +0,25%, Dow Jones +0,18% e S&P +0,21%.

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em baixa, com -0,28% para 2 anos, e -0,6% para 10 anos (3,083). Enquanto isso, o Vix futuro estava em -0,71% e CBOE vix em -2,82%.

Pela movimentação positiva dos futuros, negativa dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) abriram em baixa, cenário de abertura da bolsa norte-americana divergente, com indícios positivos dominando as expectativas de abertura.

Economia Nacional

Economia nacional

Ontem o mercado que havia começado o dia em queda, digerindo ainda os últimos resultados do Ibope, melhorou puxado por empresas ligadas a commodities, como Vale, e também contou com a notícia de que o presidente Temer admitiu que pode suspender a intervenção no RJ, para votar a reforma da previdência após as eleições, contando também com apoio (ou não) do próximo presidente eleito.

Tivemos uma surpresa vinda Argentina na terça-feira, com a renúncia do presidente do Banco Central, Luis Caputo, durante as negociações com o FMI. Segundo o comunicado do banco central argentino, os motivos que levaram a saída de Caputo foram pessoais e que ele acreditaria que o acordo com o FMI já estaria bem encaminhado. No mesmo dia houve greve nacional dos sindicatos e o peso caiu.

Dentre os resultados para hoje, teremos as 8 horas a Sondagem do Comércio, as 10:30 a Taxa de Inadimplência, e próximo ao almoço, as 12:30, a divulgado do Fluxo Cambial estrangeiro, que a cinco semanas vem apresentando saldos negativos, com semana anterior fechando com -1,477 bilhões.

Política Nacional

Política nacional

Ontem, Raquel Dodge (procuradora-geral da República), por meio da manifestação enviado ao STF, pediu a suspensão do inquérito que investiga o presidente Temer, por considerar que a imunidade do presidente deve continuar até o fim do mandato. A investigação acusa Temer de favorecer a empresa Odebrecht de 2013 a 2015.

Hoje deve sair mais uma pesquisa eleitoral (Ibope), trazendo mais atualizações para a presidência, além do debate dos presidenciáveis que ocorrerá as 18h no SBT.

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Recomendações fundamentalista

Decisão do Fed deve atrair a atenção do mercado.

DJ Commodities em +0,02% as 7:45

Petróleo: Estoque de Petróleo Bruto e Estoques de Petróleo em Cushing (11:30), com ambos trazendo resultados positivos, mas pouco impactantes na semana passada. Para esta semana acreditamos que seguirá a mesma movimentação do API, como é o padrão, então espera-se piora, com alta dos estoques (expectativa de -1,279 milhões para o Estoque de Petróleo Bruto).

Petrobras ainda aguardo o recebimento de mais 60 milhões para cobrir a diferença do subsídio ao diesel. Os pagamentos já em entrando em normalidade, sendo que a empresa já recebeu 1,578 bilhão.

Com as considerações de cima, acreditamos que as ações devem absorver possível alta internacional, além de se desenvolverem de acordo com a dinâmica nacional.

Futuros do petróleo subiram durante a sessão asiática.

Brent em -0,28% e WTI em -0,26% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:40) temos BP em -0,26%, Shell +0,08% e Petrochina em +1,80% (Shangai).

Viés de baixa, com preços internacionais caindo após fortes altas recentes (PETR4).

Minério: sem notícias para o setor, ações devem absorver movimentação internacional, juntamente com desempenho do dólar e do minério em si.

Minério de ferro fechou em queda de +1,01%, a 502,00.

Dólar estava 0,0% as 7:45, cotado a 4,08.

Na Europa, Anglo American com -0,44%, Rio Tinto em -0,62% e BHP em -1,09%, as 7:43.

Viés de baixa moderada, pelo andamento negativo dos pares internacionais e possibilidade de correção, apesar da alta do minério na China. (VALE3/BRAP4).

Siderurgia: sem novidades para o setor, ações devem seguir pares internacionais, juntamente com a dinâmica interna (com menor peso).

Em Londres, ArcelorMittal em -0,32% (7:51). Pares na Ásia fecharam com Nippon em -0,25%, e Hesteel com +0,95% e Baoshan com -0,88%.

Viés baixa moderada, com movimento majoritariamente negativo dos pares internacionais e possível correção (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp: Suzano informou ontem que reduziu pela metade (4,4 bilhões de dólares para 2,2) a linha de crédito firmada com bancos internacionais para financiar a compra da rival Fibria. Essa redução foi possível pelos resultados das emissões de nota de crédito de exportação e crédito rural.

Com notícia positiva acima para Suzano, ações devem seguir positivas, com Fibria também seguindo a trajetória, enquanto KLBN deve seguir o setor e o dólar.

Dólar estava 0,0% as 7:45, cotado a 4,08.

Pulp & Paper Index Price fechou em +0,6%, 644,58.

Par asiático Oji Paper em +0,36%, enquanto o par europeu Stora Enso estava em +0,85%, considerando o gap de abertura (negativo) vai para -0,12% as 7:55.

Viés de alta moderada, com parte externa mais positiva, possibilidade de manter alta iniciada ontem e noticiário (SUZB3/FIBR3/KLBN11).

Bancos: sem novidades relevantes para o setor, ações devem seguir tendência da bolsa nacional.

Viés baixa moderada, pela possibilidade de absorção de dia mais tenso (BBAS3/ITUB4/BBDC4)

Varejo dados de confiança no comércio apontam queda nos índices de confiança do setor caíram para o menor nível principalmente no que se refere às expectativas futuras, divulgados pela FGV. Assim, esperamos que as ações do setor operem em queda hoje. Viés de baixa, principalmente para Via Varejo (VVAR11), Magazine (MGLU3), em menor intensidade para Carrefour (CRFB3), Pão de Açucar (PCAR4)

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar