Boletim Eletrônico - Número 65, 20 de Setembro de 2019

Simone Tebet é bicampeã no Prêmio Congresso em Foco

“Não há um futuro

digno, não há como

garantir uma sociedade

livre, igual, humanitária,

a não ser através da

democracia”

A senadora Simone Tebet  (MDB-MS) foi a vencedora do Prêmio Congresso em Foco 2019, escolhida pelo júri especializado, considerado o mais importante da premiação. Esta é a segunda vez que a senadora leva o troféu. No ano passado, Simone também foi escolhida a melhor entre todos os senadores. Além disso, por três vezes, desde 2017, a senadora sul-mato-grossense fica entre os cinco senadores mais bem avaliados, de acordo com a escolha dos jornalistas que cobrem o Congresso Nacional.

Ao receber a premiação, Simone defendeu a união e o fortalecimento de um centro democrático como saída para os problemas políticos no Brasil de hoje.

“Eu me pergunto o que

estou fazendo aqui hoje

num Brasil dos

extremos, da

polarização exagerada.

  Ou nós nos unimos,

deixando nossas

diferenças, ou seremos

responsabilizados pela

história”

Luta por recursos para Bioceânica

O ministro substituto da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, prometeu contemplar a rota Bioceânica após pressão da bancada de MS, em reunião na quinta-feira (18). Na ocasião, a senadora Simone Tebet reclamou do tratamento prejudicial ao Estado e reforçou a importância estratégica de MS para o Brasil. "Ficamos estarrecidos ao ver que foi cortada a verba para concluir o estudo de viabilidade da Bioceânica, que já está em andamento. Precisamos de cerca de R$ 770 mil. Um Ministério que não tem R$ 1 milhão para um projeto dessa envergadura, como o da Rota Bioceânica, tem que fechar as portas”, disse.

Após a reclamação dos parlamentares, o órgão vai readequar as prioridades definidas para Mato Grosso do Sul. O Diretor-Geral do DNIT, general Antônio Leite dos Santos Filho, e representantes do governo de Mato Grosso do Sul também estavam na reunião.

 

Simone tem a garantia de liberação de recurso para BR 262

A senadora Simone Tebet reuniu-se com o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Eduardo Ramos, em seu gabinete, para pedir a ele o remanejamento de R$ 22 milhões. Este recurso será destinado à manutenção de trechos rodoviários em Mato Grosso do Sul. "Ele me garantiu que o recurso será liberado. Assim, atendemos ao pedido do governo estadual e do DNIT-MS.", disse a senadora após o encontro.

Reforma Tributária avança na CCJ

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senadora Simone Tebet, confirmou para 2 de outubro a data da discussão e votação da reforma tributária no colegiado. Se houver acordo, a matéria seguirá para o Plenário no mesmo dia. O relatório do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) foi apresentado nesta quarta-feira (18) na CCJ e propõe unificar e substituir 9 impostos por dois, chamados de IBS (Imposto sobre Operações com Bens e Serviços).

O governo ainda não encaminhou as suas sugestões e a Câmara também debate o tema em paralelo. Para Simone, a necessidade de “desburocratizar e unificar impostos é a única unanimidade nas duas Casas”. Para ela, não há protagonismo entre Câmara e Senado neste tema, “lembrando que temos um dos sistemas tributários mais perversos do mundo, onde todos contribuem, mas não conseguem ver os seus impostos retornados em serviços de qualidade. Então, o Brasil tem pressa”.

“A necessidade de

desburocratizar e

unificar impostos é

unanimidade no

Senado e na Câmara”

Votação da Previdência deve ser concluída em 10 de outubro

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet, disse que a votação da reforma da Previdência deve ser finalizada no dia 10 de outubro. A CCJ vai ultimar a votação na próxima terça-feira (24) e encaminhar a PEC para votação em primeiro turno no plenário no mesmo dia. O segundo turno ocorrerá na semana seguinte.

PEC Paralela - "O relator vai aguardar a votação da reforma principal em primeiro turno no plenário para que, nesse meio tempo, entre a primeira votação e a segunda votação em plenário, ele faça uma audiência pública, ouça os colegas e receba novas emendas sobre a PEC paralela", disse Simone Tebet.

"O calendário continua

valendo. 10 de outubro

teremos condições de

entregar a reforma da

Previdência para o

Brasil"

Reforma dos partidos

A câmara finalizou a votação do projeto de reforma eleitoral, na quarta-feira (18) que havia sido praticamente todo rejeitado no Senado no dia anterior. A presidente da CCJ do Senado, senadora Simone Tebet, lamentou o que considerou um retrocesso.

 

Facebook Twitter Youtube Instagram