As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Dia sem destaques no campo de resultados para as principais economias asiáticas. Desta maneira, o fechamento positivo das bolsas asiáticas demonstrou que a nova rodada de tarifa de 10% dos EUA sobre produtos chineses não surpreendeu o mercado, que já vinha corrigindo as pressões comerciais a algumas semanas, nem mesmo a informação de que a China irá retaliar. Outro ponto positivo foi que a tarifa aplicada será de 10% de início e subirá apenas no final do ano para 25%, o que poderá dar um tempo para as exportadoras chinesas “se prepararem” e do governo chinês estimular os impactados.

Dentre as altas de hoje, destacamos a bolsa de Xangai com +1,82%, puxada principalmente pelos setores varejista, de seguros e de informática, enquanto a bolsa de Tóquio apresentou ganhos de 1,41%, com destaque no setor de maquinário e instrumentos de precisão. Analistas também justificaram o fechamento positivo pelos bons resultados de balanços nas nestas duas principais economias.

 

Europa

Dia fraco também para as divulgações na economia europeia e abertura das principais bolsas dúbia, com leve alta de Frankfurt (+0,01%), estabilidade em Paris e queda de -0,14% em Londres.

 

Economia nos EUA

Na segunda-feira, como informado previamente neste relatório, o presidente Trump informou oficialmente que irá impor tarifas de 10% sobre cerca de 200 bilhões de dólares em produtos importados chineses, apesar de tirar alguns produtos de consumo (relógio da Apple, capacetes para ciclistas e outros). O recolhimento das tarifas deve começar no dia 24, mas para o fim do ano foi anunciado aumento de 25%, tendo este período para os produtores norte-americanos buscarem alternativas.

Outro ponto que Trump enfatizou ao informar as novas tarifas foi a resposta dos EUA aplicarão contra possíveis retaliações, novas tarifas sobre 267 bilhões de dólares em importações adicionais. Mesmo com o tom de ameaça, um funcionário informou que o governo ainda está aberto para futuras negociações com o governo chinês.

 

Resultados relevantes apenas no final de tarde, as 17h, com Fluxo Líquido de Capital Estrangeiro (jul), que se recuperou no mês passado e ajuda indicar a quão atrativa está a economia norte-americana. No mesmo horário teremos o valor das Transações Líquidas de Longo prazo (julho) da TIC (Treasury International Capital), que apresentou forte recuo no mês anterior ao fechar com -36,5 bilhões.

 

Futuros operavam em alta as 7:45h de hoje, com Nasdaq +0,27%, Dow Jones +0,22% e S&P +0,21%.

 

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em alta fraca, com 0,0% para 2 anos, e +0,08% para 10 anos (3,003). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +8,47% e CBOE vix em -3,58%.

Ontem a movimentação das bolsas norte americanas fechou negativa, refletindo os impactos das tarifas sobre a China. Para hoje, com a movimentação positiva dos futuros e dos yields, destaque para treasury de 10 anos passando dos 3%, enquanto os indicadores volatilidade (vix) seguem em dúbios, cenário de abertura da bolsa norte-americana é levemente positivo.

 

Economia Nacional

 

Economia nacional

No início do dia, tivemos a divulgado do IPC-Fipe da semana passada, com anterior a +0,4% e nesta última quadrissemana (segunda do mês) com +0,3% de alta. Dentre os grupos, destacamos a alta mais forte de Despesas Pessoais, 0,2316, e com Habitação, 0,1122. Ajudando na ponta negativa, tivemos o grupo de Alimentos, -0,1050, e gastos com Vestuário, -0,0002.

Também teremos a Receita Tributária Federal, que apresentou recuperação em julho após 2 meses de queda. A Receita tributária também é um dos indicativos da atividade econômica, pois quanto mais forte, maior a arrecadação. Esta arrecadação também demonstra o quão alto são os impostos nacionais.

Política Nacional

Ontem, dia 17/09, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fechou o sistema de registro de candidatos à presidência da República que serão inseridos nas urnas eletrônicas. Foram confirmados 13 candidatos com seus respectivos vices.

Apesar não de promover impacto hoje, pois foi divulgado na manhã de segunda-feira, destacamos a última pesquisa da CNT/MDA com Bolsonaro na frente com 28,2%, seguido pelo forte crescimento de Haddad, com 17,6%. Os demais candidatos estão perdendo força nesta pesquisa, com Ciro com 10,8%, Alckmin com 6,1% e Marina com apenas 4,1%.

Ainda sobre ontem, Haddad informou que o ex-presidente Lula será um “grande conselheiro” em seu possível governo, mas que dificilmente teria o ex-presidente participando de maneira direta.

Recomendações Diárias Fundamentalistas

DJ Commodities em +0,57% as 7:45

Petróleo:

Já fazem 3 meses que o Governo se comprometeu em pagar os subsídios ao diesel, mas a Petrobras ainda não recebeu os estimados 2,5 bilhões de reais em subvenções que já teria direito. A Petrobras informou que os concorrentes estão reduzindo a importação para não incorrer em perdas.

Estoque de Petróleo Bruto Semanal API, as 17:30, que semana passada trouxe novamente impactos positivo para as empresas, com boa redução apurada (114,5 bilhões), fechando com saldo de -8,636 milhões.

Sem notícias impactantes para o setor durante o pregão, acreditamos que ações seguirão pares internacionais e principalmente a dinâmica nacional.

Brent em +1,29% e WTI em +1,27% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:29) temos BP em +0,20%, Shell +0,90% e Petrochina fechando em -0,69%.

Viés de alta, com bons preços externos e pares internacionais majoritariamente positivos (PETR4).

Minério: sem notícias para o setor, ações devem absorver movimentação internacional, juntamente com desempenho do dólar e do minério em si.

Minério de ferro fechou em +0,40%, 503,50, na China.

Dólar estava 0,00% as 7:45, cotado a 4,14. Ontem apresentou queda de -0,9346%, fechando com R$4,1338 no mercado financeiro.

Na Europa, Anglo American com +1,76%, Rio Tinto em +1,25% e BHP em +1,33%, as 7:36.

Viés de alta, com boa recuperação dos pares internacionais e alta do minério. (VALE3/BRAP4).

Siderurgia: sem novidades relevantes para o setor de maneira geral, ações devem seguir movimentação geral da bolsa nacional e principalmente os pares internacionais.

Em Londres, ArcelorMittal em +0,56% (7:42). Pares na Ásia, Nippon Steel +3,49% e Hesteel +2,63%.

Viés alta, com movimento mais forte no exterior (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp: na segunda-feira a Suzano anunciou ter precificado uma capitação de 1 bilhão de dólares em bônus no mercado internacional, via notas com vencimento para 2029, com rentabilidade de 6,125% a.a. e cupom de 6%. Esta capitação faz parte dos esforços para

Com notícias relativamente positiva para Suzano e sem novas notícias e resultados para o setor, ações devem seguir andamento do mercado internacional absorvendo impactos internos.

Dólar estava 0,00% as 7:45, cotado a 4,14. Ontem apresentou queda de -0,9346%, fechando com R$4,1338 no mercado financeiro.

Pulp & Paper Index Price fechou em +1,95%, 624,22.

Par asiático Oji Paper em +2,42%% e par europeu Stora Enso em -0,57% as 7:47.

Viés de alta moderada, pois acreditamos que ações podem seguir melhora externa e na possível recuperação do câmbio (SUZB3/FIBR3/KLBN11).

Bancos: sem novidades relevantes para o setor, ações devem seguir tendência da bolsa nacional.

Viés alta moderada, com possibilidade de continuar alta de ontem, pois não identificamos mudanças relevantes no cenário (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

IMC (MEAL3) a empresa encerrou as tratativas com a Sapore para uma fusão das operações. Acreditamos que esse fator possa pesar sobre as ações. Ao mesmo tempo a IMC anunciou um programa de recompra das suas ações. Viés de baixa

Ferbasa (FESA4) a empresa divulgou relatório de produção em que mostra que tem sido beneficiada pela alta do dólar. Viés de alta

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar