As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

 

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Foram divulgadas as Atas de Reunião de Política Monetária do Japão, o que ajuda os investidores a entender como as autoridades monetárias classificam os riscos e impactos esperados para a economia japonesa.

Na China, foi divulgado o PMI de Serviços (out), trazendo o valor de 50,8 (expectativa de redução para 52,9), resultado muito ruim e contrasta com o mês anterior, que apresentou uma boa surpresa positiva para o país. Este resultado é também o pior crescimento para o setor em 13 meses.

O presidente chinês informou que o país pretende aumentar fortemente o valor de importação de produtos e serviços nos próximos 15 anos, além de reiterar que a China reduzirá tarifas para que empresas estrangeiras e domésticas sejam tratadas da mesma forma.

Mercado asiáticos iniciaram a semana em baixa generalizada, influenciados pela realização de lucro das últimas altas recentes, expectativas com as eleições para a Câmara nos EUA, tensão comercial e pronunciamento de Xi Jinping.

Europa

Nesta manhã, dados apenas para a zona do euro, foi divulgado o índice de Confiança do Investidor, que após duas quedas consecutivas acumulou outra com 8,8 (expectativa de redução para 10,1).

 

Mercados europeus abrem o dia sem movimentação definida, com Frankfurt em alta de +0,17%, Paris praticamente estável com +0,01% e Londres em queda de -0,10%, com poucas novidades para o continente. Durante a produção deste relatório, todas as três bolsas estavam em alta, mas com pouca força.

Economia nos EUA

Na sexta-feira, o presidente Trump informou que houve um bom progresso com a China, na questão comercial, prevendo um bom acordo, o qual beneficiaria ambas as partes. O próximo encontro com o presidente chinês será na cúpula do Grupo dos 20, que ocorrerá na Argentina. Em contrapartida, o assessor econômico, Larry Kudlow, informou que ainda há grande dificuldade para o fechamento.

O destaque do dia fica por conta dos PMI, que começa às 11:45. Para o Composto (out), espera-se o mesmo valor do mês anterior (54,8), para Serviços, a expectativa é de também manter no mesmo valor do mês anterior (54,7). Também teremos os dados do PMI ISM Não-Manufaturados (out), que diferente dos anteriores, espera-se redução para 59,3 (anterior a 61,6).

As empresas Loews, SeaWorl, Sysco, Booking, Marriott, Avis, e Mylan, são os principais destaques para a agenda de resultados trimestrais desta segunda-feira.

Futuros operavam em baixa as 7:45h de hoje, com Nasdaq +0,0%, Dow Jones -0,18% e S&P -0,12%.

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em baixa, com -0,44% para 2 anos, e -0,41% para 10 anos (3,201). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +0,25% e CBOE vix em +4,77%.

Pela movimentação negativa dos futuros e dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) operavam em alta, cenário de abertura da bolsa norte-americana é negativo, mantendo a trajetória de sexta-feira, enquanto mantém atento aos resultados trimestrais e é influenciado pelas expectativas para as eleições da Câmara dos EUA, que ocorrerão na terça-feira.

 

Economia Nacional

Semana passada foi mais curta no Brasil com o feriado, “protegendo” os investidores da volatilidade do Payroll de sexta-feira nos EUA (tirando a expectativa).

O Ibovespa fechou o último pregão da semana com alta de +1,14%, consolidando sua posição acima da barreira psicológica dos 88 mil pontos. No acumulado da semana, o índice nacional se valorizou +3,14%.

Na contramão, o dólar fechou com queda de -0,76% na quinta-feira, totalizando um acumulado de +1,16% na semana. Nesta semana ocorrida, o Banco Central brasileiro apenas manteve a política de swaps cambiais, sem atuar com ofertas extraordinárias.

--

No início do dia tivemos a divulgação dos resultados do IPC – Fipe (out), com a inflação para SP. Diferente do mês anterior, o índice cresceu +0,48%, contra a expectativa de aumento para 0,4%. O grande destaque para esta alta foram os Alimentos que subiram +1,21%, e Transporte com +0,54%. O acumulado do ano é de 2,76%, enquanto o de 12 meses já chega em 3,63%.

Também teremos o Boletim Focus, as 8:30, trazendo as novas expectativas para a economia nacional adaptando os acontecimentos recentes.

 

Dentre os resultados trimestrais agendados para hoje, destacamos: AES Tiete, Banco Pan, BB Seguridade, Marcopolo, Porto Seguro, Taesa e Vulcbras.

Política Nacional

Segundo Reuters, a equipe de transição de Jair Bolsonaro estaria focando na economia, especialmente nas questões fiscais, para poder desenvolver um plano para zerar o déficit fiscal ainda em 2019, e ainda com garantias de superávit para os próximos anos.

O orçamento aprovado para 2019 tem meta fiscal de déficit em 140 bilhões de reais, sendo o sexto ano seguido nesta condição iniciada no segundo governo Dilma. Para este ano, o déficit primário acumulado até o momento é de 59,3 bilhões, com boas chances de fechar o ano com um déficit menor do que o orçado (160 bilhões de reais).

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Recomendações fundamentalista

O Ibovespa futuro sinaliza que teremos um pregão de alta moderada +0,44%.

O índice deve seguir a alta leve dos EUA, indicada pelo S&P500 Futuros em alta de +0,1%

Destaque também para a queda generalizada para as bolsas de NY no fechamento da semana passada, o que pode influenciar no mercado de hoje, principalmente porque não tivemos sexta-feira de bolsa.

DJ Commodities em +0,23% as 7:45

Petróleo:

Brent em -0,03% e WTI em -0,19% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:31) temos BP em -0,49%, Shell em +0,6% e fechamento de Petrochina com -0,24%.

Viés de baixa, com grandes produções de petróleo recentes puxando os preços para baixo e perspectivas não muito boas no exterior (PETR4).

Minério:

Minério de ferro fechou a 511,00 na China, com variação de -3,04%.

Dólar estava -0,14% as 7:45, cotado a R$ 3,7.

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com +0,28%, Rio Tinto em +1,38% e BHP em +0,15%, as 7:33.

Viés de alta moderada, com setor externo positivo, apesar da forte queda do minério na China. (VALE3/BRAP4).

Siderurgia:

Em Londres, ArcelorMittal em -0,50% (7:34). Na Ásia, tivemos o fechamento de Nippon Steel com -0,23%, Hesteel -1,58% e Baoshan -1,03%.

Viés baixa, pois acreditamos que a queda externa deve influenciar os locais, principalmente por causa da fraqueza econômica da China (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Dólar estava -0,14% as 7:45, cotado a R$ 3,7.

Pulp & Paper Index Price fechou o dia com leve baixa de -1,4%, atingindo 567,90.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper fechou em -2,84%, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em -1,34% e UPM em +0,03%, as 7:37.

Para hoje, acreditamos no viés de baixa, pela queda do dólar já iniciada nesta manhã e setor externo bem negativo (SUZB3/FIBR3/KLBN11).

Bancos:

Viés baixa, pela possibilidade de seguir com alguma correção negativa de não abertura na sexta-feira e movimentação tensa no exterior (principalmente dos EUA) (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

Duratex (DTEX3) a fabricante de painéis de madeira divulgou resultados mostrando forte evolução nos volumes de painéis, +25% sobre 3T17. As receitas líquidas aumentaram +48,4%, R$ 1,5 bi. Evolução similar no lucro bruto +44% de crescimento. EBITDA ajustado recorrente foi de R$ 209 mi, +2,3% de crescimento. Lucro Líquido recorrente aumentou  +18%, R$ 61 mi. Viés de alta

Porto Seguro (PSSA3) lucro líquido recorrente aumentou R$ 318 mi, um crescimento de +23% sobre 3T17. Explicado pelas maiores receitas operacionais +90%, R$ 312 mi. Viés de alta para ações

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar