As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

Escrito por:

Gabriel Cavarettoe Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Outro dia de perdas nas bolsas asiáticas, onde destacamos a queda de -2,39% de Hong Kong, -1,48% de Xangai e -0,93% de Tóquio. Novamente a tensão comercial seguiu pesando no acionário, enquanto dados de inflação do produtor e do consumidor na China vieram pouco acima do esperado ou dentro do estimado. Já a quantidade de novos empréstimos no mês de março, também na China, decepcionou. Em Hong Kong, o setor financeiro mostra bastante fraqueza com os impasses atuais, enquanto o Japão segue pressionado por um iene mais forte com a busca por segurança financeira no mundo.   

 

Europa

Os iranianos vêm pressionando sobre o acordo nuclear desde que os Estados Unidos o deixou, estabelecendo uma data limite para que os países europeus consigam reestabelecer um acordo com os norte-americanos, ameaçando inclusive de descumprir certas clausulas, entretanto a União Europeia se mostrou firme contra o ultimato, afirmando que continuarão a monitorar as atividades do Irã para identificar se ainda se mantem o comprimento do estabelecido.

--

Bolsas europeias abriram em baixa generalizada, após a folga mais positiva do final de tarde de ontem. As principal apresentaram a seguinte movimentação: Frankfurt com queda de -0,66%, Paris com -1,11% e Londres com -0,65%.

 

Economia nos EUA

O presidente Trump afirmou que se o Irã se retirar parcialmente do acordo nuclear, aplicará ainda mais sanções contra o país, em setores como ferro, aço, alumínio e cobre.

Também foi publicado no “diário oficial dos EUA” a política de aumento de tarifas de 10% pra 25% de diversos produtos importados da China para esta próxima sexta-feira, oficializando as ameaças de Trump de domingo.

--

Futuros operavam em baixa as 08:00 de hoje, com Nasdaq -0,76%, Dow Jones -0,61% e S&P -0,62%.

 

Treasuries e VIX nos EUA – 08:00

Treasuries operavam em baixa, com -0,73% para 2 anos, e -1,07% para 10 anos (2,457). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +3,34% e CBOE vix em +9,33%.

Pela movimentação negativa dos futuros e dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) operavam em alta, cenário inicial da bolsa norte-americana é negativa, mantendo o movimento ruim dessa semana

 

Economia Nacional

Como esperado pelo mercado, o Copom manteve a taxa de juros de nacional, a Selic, em 6,50%, com resultado unânime, ao identificar que os riscos sobre a economia brasileira ainda seguem em grau elevado, enquanto mantém o objetivo principal controle inflacionário dentro das metas estipuladas.

--

Mais 59 projetos foram incluídos na lista de empreendimentos a serem concedidos à iniciativa privada nos próximos anos, tudo pelo conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). O governo tem a expectativa que as privatizações arrecadem cerca de 1,57 trilhão de reais nos próximos 10 anos.

--

Ontem a embaixada dos EUA divulgou via Twitter uma nota que confirma o apoio do país para a adesão do Brasil como membro pleno da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), algo que Trump já havia prometido à Bolsonaro.

 

Política Nacional

A audiência na Comissão Especial da reforma da Previdência, contou com a participação do ministro Paulo Guedes, não ocorrendo polêmicas similares ao que presenciado na CCJ, tendo inclusive pontos que indicam melhor concordância em prol da reforma, principalmente por parte dos partidos de centro. Essa melhora vem após o governo melhorar a postura quanto as negociações com os demais partidos e se mostrando maleável em alguns pontos, como a recriação de ministérios.

Conheça Upside Advisory: Aconselhamento individualizado para seus investimentos em ações, fundos e renda fixa. Aumente seu patrimônio com Upside

Advisory Upside Investor

Recomendações Diárias Fundamentalistas

 

Bom dia investidor!

A bolsa indica alta através dos futuros locais, entretanto, dado os resultados de empresas como Petrobras e dos sinais dos mercados internacionais, nossa expectativa é de queda para o pregão de hoje.

Acreditamos que o dia seja de compras, uma vez que as ações podem corrigir

Bons negócios e um excelente pregão!

Recomendações fundamentalista

DJ Commodities em -0,24% as 8:00

Petróleo: novamente novidades sobre o programa de demissão voluntária (PDV) da Petrobras foram divulgadas. A petroleira estima uma economia de 4,08 bilhões de reais até 2023, enquanto se prevê um gasto de 1,1 bilhão para efetuar o programa.

--

Ontem mesmo com resultado trimestral ruim na parte de lucro, as ações conseguiram fechar em boa alta, contando com melhora dos preços do petróleo futuro, correção das quedas recentes e principalmente, pelo volume de produção de petróleo ter caído menos do que o esperado (-4%). Explica-se esse último ponto basicamente por ser o fator de maior importância de lucros futuros e a queda ser justificada pelas manutenções do período.

Futuros do petróleo caíram durante sessão asiática.

Brent em +0,11% e WTI em -0,14% as 8:00 desta manhã.

Na Europa (8:05) temos BP em -1,78%, Shell em +0,43% e fechamento de Petrochina com -0,41%.

Viés de baixa moderada, pelo dia misto dos preços, movimento mais negativo dos pares externos e acreditarmos que alta de ontem ser um pouco acima do normal (PETR4).

Minério: a concorrente da Vale internacionalmente, a Rio Tinto afirmou que está analisando os problemas que a mineradora brasileira está tendo com a produção do minério de ferro, havendo a possibilidade da concorrente elevar a própria produção para ganhar mais mercado.

Dólar estava -0,001% as 7:45, cotado a R$ 3,9277, após fechar em R$ 3,9273 (-1,08%) no dia anterior.

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com -1,06%, Rio Tinto em -0,64% e BHP em -1,28%, as 8:07.

Viés de baixa moderada, por cenário interno se manter desafiador, queda dos pares e com leve alta do minério de ferro (+0,08%) negociado na China (VALE3/BRAP4).

Siderurgia: a CSN divulgou a queda de 94% do seu lucro no primeiro trimestre deste ano, na comparação com 2018, enquanto a receita líquida e o Ebitda subiram 19% e 4,2 pontos, respectivamente.

Em Londres, ArcelorMittal em -5,08% (08:00). Na Ásia, Nippon Steel, do Japão, fechou variando -2,37%, enquanto na China Hesteel e Baoshan fecharam em -0,34% e -0,89%, respectivamente.

Viés baixa moderada, ainda seguindo movimentação ruim do setor nacionalmente e internacionalmente (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Dólar estava -0,001% as 7:45, cotado a R$ 3,9277, após fechar em R$ 3,9273 (-1,08%) no dia anterior.

Pulp & Paper Index Price variou -2,77%, fechando a 534,60.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper variou -2,83%, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em -1,13% e UPM em -1,41%, as 7:58.

Para hoje, acreditamos no viés de baixa moderada, com parâmetros externos negativos e falta de novidades positivas internas para o setor (SUZB3/KLBN11/DTEX3).

Bancos: o Banco do Brasil divulgou seu resultado trimestral, apurando uma alta de 40,3% do lucro líquido, na comparação anual, com a rentabilidade subindo 4,2 pontos, apesar disso houve pouco crescimento do retorno com crédito (+0,9%) e de receitas com receita com serviços e tarifas de +3,8% e entre 5% e 8%, respectivamente. Expectativa de alta.

Viés de alta moderada, na expectativa de manter a recuperação de ontem (ITUB4/BBDC4)

Totvs (TOTS3) a empresa de software divulgou receita recorrente de +9,9%, R$ 416 mi. A taxa de renovação cresceu +80 bp frente ao 1T18, para 98,1%. EBITDA Ajustado aumentou +34 vs 4T18, R$ 104,5 mi. Lucro Líquido Ajustado foi de R$ 45 mi crescimento de 31% vs 4T18 . Viés de alta

Valid(VLID3) Receita Líquida caiu 4,6% pela sazonalidade do período, R$ 426,8 milhões.
EBITDA Ajustado de R$ 67,1 milhões no 1T19, uma queda de 8,1% contra o 1T18. Lucro líquido de R$ 13,7 milhões contra R$ 19,7 milhões no 1T18, uma queda de 30,5%. Viés de baixa

 

MRV (MRVE3) receita líquida de R$ 1,5 bi praticamente estável frente ao 4T18. EBITDA aumentou +0,2%, R$ 273 mi com margem de 18%. Lucro Líquido foi de R$ 189 mi, +18% vs 4T18. Viés de alta

Pão de Açúcar (PCAR4) a empresa divulgou nota explicando que:

"Após a publicação de artigos de imprensa fazendo menção ao anúncio nos próximos dias de uma operação de combinação de ativos na América Latina, o Casino Guichard-Perrachon informa que está estudando diferentes opções estratégicas nesta região como parte da permanente revisão dos seus investimentos. Essas reflexões não resultam em nenhum elemento material que justifique um anúncio ao mercado."

Portanto, acreditamos que a queda de ontem de PCAR pode ter sido mais baseada em rumores do que em fatos.

 

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Shin Lai declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar