As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Dia sem divulgações relevantes para a economia asiática.

Mercados asiáticos fecharam a quinta-feira com variações fracas e sem direção única. Dentre as notícias internas, teriam afetado os fechamentos ainda alguns ajustes quanto as políticas comerciais recentes de EUA e China, o início de posicionamentos para a próxima reunião do Fed e a reeleição do premiê Shinzo Abe como líder do partido governista no Japão. Com isso, Hong Kong fechou com alta de +0,26%, Tóquio com +0,01%, enquanto Xangai caiu -0,06%.

 

Europa

Na quarta-feira, Theresa May pediu para que os líderes europeus fossem mais flexíveis quanto as exigências no acordo que vem sendo discutido para consolidar o Brexit. May apresentou novas propostas para a UE, batendo em cima principalmente da exigência de que a Irlanda do Norte permaneça sobre as regras econômicas da UE, o que provocaria uma divisão dentro do R. Unido.

Com pouco mais de 6 meses para o dia do Brexit e ambos os lados se mostram relutantes em ceder até o momento. Agora cabe aos líderes da UE responderem as propostas apresentadas por May para iniciarem talvez um acordo mais agradável para ambos.

--

Divulgação de Vendas no Varejo no R. Unido, trazendo +3,3% no anual (expectativa de +2,3%) e +0,3% no mensal (-0,1%), enquanto o núcleo de Vendas foi de +3,5% no anual (expectativa de +2,5%) e +0,3% no mensal (expectativa de -0,2%).

Também teremos a divulgação da prévia da Confiança do Consumidor na zona do euro (set), com expectativa de piora de -1,9 para -2,0, seguindo as negativas que se iniciaram em 28/06 deste ano.

 

Digerindo as expectativas quanto aos impassem no Brexit e da divulgação dos dados econômicos no R. Unido, enquanto aguarda a Confiança do Consumidor, sessão europeia abre dúbia, como o fechamento asiático. Destacamos a alta de +0,18% de Londres, que deve se movimentar bem com resultados bem acima dos esperados para as Vendas no Varejo, enquanto Frankfurt caia em -0,07%.

 

Economia nos EUA

As 09:30, teremos os números de Pedidos Iniciais e Contínuos por Seguro-Desemprego, com expectativas de aumento para ambos, esperando 210 mil para o primeiro e 1.705 mil para o segundo, ambos com expectativa de melhora. No mesmo horário será divulgado o Relatório de Empregos do Fed Filadélfia (set), com resultado anterior a 14,3.

Finalizando os resultados do dia, as 11:00 será divulgado o número (expectativa de 5,35 milhões) e a variação (+0,3%) de Vende de casas Usadas para o mês de agosto.

Futuros operavam em alta as 7:45h de hoje, com Nasdaq +0,13%, Dow Jones +0,17% e S&P +0,09%.

 Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam de maneira dúbia, com +0,02% para 2 anos, e -0,30% para 10 anos (3,074). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +19,60% e CBOE vix em -0,09%, na comparação com o fechamento de ontem.

Com a movimentação positiva dos futuros, yields em mais de uma direção e indicadores volatilidade (vix) seguem majoritariamente em alta, cenário de abertura da bolsa norte-americana bastante confuso, sem uma direção bem definida.

Economia Nacional

Economia nacional

O Copom manteve nesta última quarta-feira a taxa de juros em 6,5% pela quinta vez consecutiva. Dentre as justificativas para a manutenção da taxa, destacamos a declaração de que a política monetária ainda é “estimulativa”, considerando a fraqueza da economia e dificuldade de reformas e ajustes. Também reiteraram que existe maior risco interno e externo para a economia nacional, além considerarem possível mudança do caráter inflacionário. Por fim, ao apresentar os entendimentos sobre o câmbio, consideraram que os efeitos dos choques recentes deverão ser mitigados com o tempo, mediante ao grau de ociosidade da economia e expectativas de inflação ancoradas na meta e por isso, não existiria relação da política monetária para tais choques.

--

Ontem foi divulgado o PIB da Argentina. No segundo trimestre, a economia argentina caiu -4,2% na comparação anual, no acumulado do ano a retração é de -0,3% (alta de +3,9% no primeiro). Resultados devem impactar exportadores para o país que enfrenta uma difícil crise econômica.

--

Dentre os resultados para a economia, destacamos apenas a divulgação da Confiança Industrial CNI, com resultado anterior em 53,3.

Política Nacional

Política nacional

Ontem o dia foi marcado por polêmica causada a partir da fala do ministro da fazenda escolhido por Bolsonaro. Ontem foi divulgado que o então coordenador do programa econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, pretenderia criar um imposto sobre movimentação financeira que se assemelharia ao CPMF, estabelecendo alíquota única de 20%, para pessoa física e jurídica. Segundo fontes, a partir do imposto seria eliminada a contribuição patronal para a Previdência, considerando que tal imposto teria esta finalidade, de financiar o INSS.

Após o ocorrido, Bolsonaro teria entrado em contato com Guedes, mesmo estando no hospital, para esclarecer o ocorrido. Segundo coordenador da campanha de Bolsonaro, Guedes informou que nunca teve intenção de recriar a CPMF, mas sim pretenderia adotar um imposto sobre Valor Agregado, juntamente com a simplificação tributária proposta.

O ocorrido levanta a dúvida que o mercado já tem sobre a relação de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro, que apesar do primeiro ser queridinho do mercado financeiro, o segundo que terá a palavra final nas decisões, caso seja eleito.

--

Após a pesquisa do Ibope na terça-feira apontando Bolsonaro e Haddad mais isolados e bem mais prováveis para o segundo turno, analistas e casas de análises começam a considerar que mercado já iniciará movimentação a partir da dinâmica provável do segundo turno. Um ponto interessante é que ambos os candidatos enfrentam forte rejeição em todas as pesquisas.

--

Ontem de madrugada foi divulgada a última pesquisa Datafolha de intenção de votos para a presidência, trazendo resultados similares ao Ibope. Jair Bolsonaro continua isolado na liderança com 28%, seguido de Haddad e seu forte crescimento, atingindo 16% das intenções, seguido por Ciro com 13%, Alckmin com 9% e Marina com 7%. Brancos e Nulos e aqueles que não souberam ou não quiseram responder, foram 12% e 5%, respectivamente.

 

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Recomendações fundamentalista

DJ Commodities em +0,11% as 7:45

Petróleo: ontem a Petrobras anunciou o aumento de 5% do preço do gás GLP. Este é o quinto aumento dos preços do GLP e deverá começar a aplicar o ajuste a partir de hoje (quinta-feira). Segundo a empresa, os aumentos correspondem a paridade aplicada com relação às cotações internacionais.

Movimentação dos pares internacionais, preço do petróleo e dinâmica nacional, devem conduzir as ações do setor para hoje.

Brent em +0,48% e WTI em +0,68% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:25) temos BP em +0,13%, Shell +0,56% e Petrochina fechando em +0,34%.

Viés de alta moderada, com recuperação dos preços externos e pares internacionais positivos (PETR4).

Minério: após forte crescimento iniciado no dia 12/09, Vale tornou-se a empresa mais valiosa dentre todas as empresas negociadas na bolsa de valores brasileira. Com o fechamento de alta de mais de 2%, o valor de mercado da empresa atingiu 305,07 bilhões, ultrapassando Ambev que possui o valor de 295,42 bilhões de reais.

Sem outras notícias para o setor, ações devem absorver movimentação internacional, juntamente com desempenho do dólar e do minério em si.

Minério de ferro fechou em -1,28%, 502,50, na China.

Dólar estava -0,01% as 7:45, cotado a 4,13, continuando a queda de ontem.

Na Europa, Anglo American com +0,94%, Rio Tinto em +2,08% e BHP em +0,81%, as 7:26.

Viés de alta moderada, com boa recuperação dos pares internacionais apesar da queda do preço do minério na China e fechamento confuso na ásia. (VALE3/BRAP4).

Siderurgia: sem novidades relevantes para o setor de maneira geral, ações devem seguir movimentação geral da bolsa nacional e principalmente os pares internacionais.

Em Londres, ArcelorMittal em +1,54% (7:34). Pares na Ásia, Nippon Steel +0,16% (com outro gap de alta) e Hesteel +0,64%.

Viés alta moderada, com exterior mantendo, mesmo que mais fracamente, as altas (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp: sem novas notícias e resultados para o setor, ações devem seguir andamento do mercado internacional absorvendo impactos internos.

Dólar estava -0,01% as 7:45, cotado a 4,13, continuando a queda de ontem.

Pulp & Paper Index Price fechou em -1,45%, 627,28.

Par asiático Oji Paper em -1,46%% e par europeu Stora Enso em +0,12% as 7:37.

Viés de baixa, com ações seguindo a trajetória de correção atual além de movimentação negativa, no agregado, dos mercados internacionais (SUZB3/FIBR3/KLBN11).

Bancos: Itaú anunciou ontem que reduzirá os juros do cheque especial em -1,5 p. percentuais, e passaria a cobrar a taxa de 10,86% ao mês. Apesar dos recentes cortes, o valor é significativamente superior aos juros nacionais (6,5%).

Sem outras novidades relevantes para o setor, ações devem seguir tendência da bolsa nacional.

Viés alta moderada, com possibilidade manter a alta da semana, enquanto o índice nacional segue se recuperando, apesar do fechamento levemente negativo de ontem (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

Extra 1: TAEE11 – Taesa celebrou um novo contrato de crédito com o Banco do Nordeste para adquirir 698,894 milhões de reais para financiar aproximadamente 73% do investimento previsto para a construção do lote 17 do leilão de transmissão (de out/26). A aprovação do financiamento demonstra que a empresa deseja cumprir suas obrigações e busca alavancar seus resultados. Viés de alta.

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar