As últimas atualizações da manhã pela Upside Investor.

Day Triggers

Ações e Informações para você investir

A Cara da Manhã

Economia Internacional

 

Escrito por:

Gabriel Cavaretto, Ricardo Walendorff e Shin Lai

Importante lembrar aos investidores que os mercados são voláteis e que nem sempre se movimentam conforme os fundamentos econômicos

Ásia

Seguindo com pouca liquidez, mediante termos apenas a bolsa de Tóquio operando, foco dos investidores segue nos desdobramentos da questão comercial entre EUA e China, que parecem estar avançado bem. Entretanto, com resultados trimestrais ruins das empresas japonesas (Toyota caiu -1,9%, Taisei -5,3% e Asahi Kasei -4,3%), levaram o índice Nikkei fechar com queda de -0,59%.

Europa

Bolsas europeias também tiveram um início de quinta-feira com queda generalizada, com notícias de que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmar que May sabe que não há espaço para novas negociações, e pelas informações de que a Irlanda já estaria se preparando para um Brexit sem acordo.

Com essas notícias somadas a indicadores econômicos ruins (industrial preocupante na Alemanha, Balança Comercial ruim na França e preço dos imóveis caindo no R. Unido), Frankfurt abriu com queda de -0,55%, Paris de -0,06% e Londres de -0,1%.

Economia nos EUA

Destaque também para os resultados trimestrais de: Twitter, Grubhub, Expedia, Yum! Brands, Dunkin Brands, Philip Morris, News Corp, Kellogg, Mattel, Skechers, Tyson Foods, Tapestry e World Wrestling Entertainment.

--

Futuros operavam em baixa as 7:45h de hoje, com Nasdaq -0,20%, Dow Jones -0,11% e S&P -0,16%.

 

Treasuries e VIX nos EUA – 7:45

Treasuries operavam em baixa, com -0,31% para 2 anos, e -0,4% para 10 anos (2,693). Enquanto isso, o Vix futuro estava em +1,22% e CBOE vix em +1,89%.

Pela movimentação negativa dos futuros e dos yield, enquanto os indicadores volatilidade (vix) operavam em leve alta, cenário de abertura da bolsa norte-americana é de dominância pessimista, como o de ontem.

Economia Nacional

Segundo pesquisa publicada pela CNI, o tabelamento do valor do frete que foi iniciado para resolver algumas das questões que levaram a greve dos caminhoneiros em 2018, teria elevado a inflação, além de causar uma redução do PIB na ordem de 7,2 bilhões de reais, que seria 0,11% do PIB a menos, sem contar o impacto total que se estima em 18% do PIB a menor.

Ontem o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu manter a taxa base de juros da economia nacional em 6,5% pela sétima vez. A decisão é embasada em uma visão mais cautelosa para a economia mundial, enquanto internamente a inflação ainda se monstra controlado, ao passo que para manter tal patamar ou apresentar queda, espera-se aprovações de reformas estruturais para a economia voltar a crescer mais forte e criar empregos.

--

Ontem a Anfavea divulgou dados referentes ao mercado automotivo nacional. Os dados de janeiro foram decepcionantes, com queda da produção de 10% na comparação anual, com a produção de 196,8 mil unidades. Entretanto, houve crescimento no número empregos em 1,2%, juntamente com o aumento de venda de 10,2%.

--

Para a agenda de dados econômicos nacionais, esperava-se o IGP-DI mensal de janeiro, que apresentou alta de +0,07%, enquanto tivemos uma queda de -0,45% em dezembro.

Política Nacional

A juíza federal Gabriela Hardt, da Operação Lava Jato, condenou ontem o ex-presidente Lula para cumprir 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro através do sítio de Atibaia. Estima-se que Lula teria recebido 1 milhão de propinas referente as reformas do sítio.

--

Flávio Bolsonaro começa a ser investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), após o recebimento da procuradoria por parte da PF do RJ. O senador eleito é investigado por falsificação de documento público para fins eleitorais, mediante a acusação de negociação relâmpago para vendas de imóveis que o teriam oferecido bons retornos em curtíssimo espaço de tempo.

--

Em meio a definições da uma reforma da previdência mais robusta e que atenda aos anseios da equipe econômica, acredita-se que a tramitação da mesma será mais lenta, pois o governo não quer arriscar a não aprovação. Guedes deverá apresentar a proposta da reforma para os governadores no dia 20 deste mês.

Recomendações Diárias Fundamentalistas

Os mercados futuros brasileiros apontam que o pregão deve ser novamente de queda, forte correção (queda) de -3,51%

No exterior, NY o Dow Jones é de ligeira queda -0,4%

Contribui para isso, a queda no preço das commodities como Petróleo em queda de -0,37%

Ao que tudo indica é hora de se começar a montar posições para as retomadas que irão acontecer nos próximos dias

Recomendações fundamentalista

DJ Commodities em +0,02% as 7:45

Petróleo: a Petrobras informou ontem que não havia sido informada ontem sobre a possibilidade de arbitragem coletiva na B3. Seguimos aguardando novidades.

Futuros do petróleo caíram durante sessão asiática.

Brent em +0,19% e WTI em +0,3% as 7:45 desta manhã.

Na Europa (7:57) temos BP em +0,58%, Shell em +0,72% e sem Petrochina.

Viés de alta moderada, sem notícias impactantes internamente, enquanto o exterior segue recuperando (PETR4).

Minério: com todo essa pressão sobre a Vale, a empresa resolveu planejar um aumento da parcela de produção a seco para 70% em 2023.

Ontem o governo de MG cancelou a Autorização Provisória para Operar (APO) da barragem utilizada na mina de Brucutu. A decisão segue o intuito de fechamento de diversas barragens no estado. A paralização da mina de Brucutu, a maior da Vale, teria o impacto de 30 milhões de toneladas ao ano.

A Vale entrou com um pedido de mais tempo para analisar o texto do Termo de Ajuste Preliminar (TAP), que define obrigações para adoção de medidas emergenciais e reparadoras por danos causados pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

Dólar estava -0,07% as 7:45, cotado a R$ 3,6983, após fechar ontem em R$ 3,6982 (+0,72%).

Na Europa (bolsa de Londres), Anglo American com -0,87%, Rio Tinto em +0,48% e BHP em -0,79%, as 7:58.

Viés de baixa, com noticiário interno pesado para a mineradora nacional (VALE3/BRAP4).

Siderurgia:

Em Londres, ArcelorMittal em -2,62% (7:59). Na Ásia, tivemos o fechamento de Nippon Steel com -0,22%, Hesteel e Baoshan seguiram sem negociação pelas bolsas fechadas.

Viés baixa moderada, pois considerando que movimento de correção pode continuar, enquanto não há notícias positivas (GGBR4/CSNA3/USIM5).

Paper e Pulp:

Dólar estava -0,07% as 7:45, cotado a R$ 3,6983, após fechar ontem em R$ 3,6982 (+0,72%).

Pulp & Paper Index Price fechou o dia com leve baixa de -2,45%, atingindo 535,37.

Dos principais pares, o japonês Oji Paper fechou em -3,33%, enquanto os pares europeus Stora Enso estava em +0,24% e UPM em +0,11%, as 7:59.

Para hoje, acreditamos no viés de alta moderada, com possibilidade de dias mais negative impacte positivamente no setor com característica mais defensiva (SUZB3).

Klabin (KLBN11) divulgou resultados de vendas +20% maiores, R$ 10bi.  EBITDA Ajustado foi de R$ 4 bi, +40% maior vs 2017.  Lucro Líquido foi de R$ 187 mi, queda -65%. Resultados operacionais vieram fortes +94%, R$ 2,97 bi. Pesou novamente o lado financeiro, com aumento das despesas financeiras em +328%, R$ 3 bi. Viés de alta

Bancos:

Viés de baixa, com expectativa de seguir a queda de ontem, enquanto o exterior também segue pessimista (BBAS3/ITUB4/BBDC4).

BRFoods (BRFS3) anunciou a venda das participações de empresas na Europa e na Tailândia, o valor das transações estão em US$ 340 mi. As medidas fazem parte do plano de reestruturação da empresa em termos de operações, e endividamento. A medida deve dar um viés de alta para as ações

 

O calendário segue a divulgação da Bmf Bovespa, podendo as empresas divulgar seus dados com antecedência

Interaja conosco: opiniões, comentários, sugestões, sempre são bem vindos!

Email: global@upsideinvestor.com

Copyright by Upside Investor 2016.

Todos os direitos reservados.

Disclaimer

Este relatório foi preparado pela Upside Investor e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e/ou projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé.

Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Upside Investor.

(*) Conforme o artigo 16, parágrafo único, da ICVM 483, declaro ser inteiramente responsável pelas informações e afirmações contidas neste relatório de análise. Declaração do(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento), nos termos do art. 17 da ICVM 483. O(s) analista(s) de valores mobiliários (de investimento) envolvido(s) na elaboração deste relatório Ricardo Walendorff declara(m) que as recomendações contidas neste refletem  exclusivamente sua(s) opinião(ões) pessoal(is) sobre as companhias citadas e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma

Upside Investor

Email:

upside@upsideinvestor.com

Website:

www.upsideinvestor.com

Rua Dona Antônia de Queirós, 549/2

Tel: (11)-4117-2998

Você recebeu este email porque você assinou nossa newsletter, visitou nosso site ou adquiriu nossos relatórios.

Descadastrar