Não consegue ver as imagens? Clique aqui...

Boletim Eletrônico - Número 06, 18 de agosto de 2017

Simone Tebet é homenageada em evento do centenário da Santa Casa

A senadora Simone Tebet participou da solenidade de comemoração do centenário da Santa Casa de Campo Grande, nesta sexta-feira (18). No evento, diversas personalidades políticas receberam homenagens de outorga da medalha do centenário e a entrega de títulos de associados honorários e instituição do memorial “Camilo Boni”.

Também houve o lançamento do livro “Santa Casa Patrimônio de Mato Grosso do Sul 1917-2017”, que relata a trajetória do hospital nestes 100 anos de existência.

Emendas - A Senadora Simone Tebet (PMDB-MS) destinou emenda parlamentar de R$ 300 mil para aquisição de um aparelho de tomógrafo computadorizado para a Santa Casa de Campo Grande. A emenda já foi empenhada e aguarda liberação. O recurso será encaminhado pelo Governo do Estado.

Abuso on line

A senadora Simone Tebet, vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito dos Maus-Tratos (CPIMT), afirmou que o combate aos riscos a que crianças e adolescentes se deparam na internet é um dos maiores desafios da CPI.

Denuncie o abuso contra criança e adolescentes: cpimt@senado.leg.br

Audiência pública sobre crimes cibernéticos

Na primeira audiência pública da CPIMT, realizada nesta quinta-feira (17), especialistas expuseram dados sobre os acessos à internet e os riscos a que jovens estão submetidos no universo on line. Os temas nocivos mais recorrentes são racismo, bullying, conteúdos sexuais e conteúdos que envolvem drogas ou estimulam automutilação e suicídio. Segundo a pesquisa Kids Online, 34% dos adolescentes entre 15 e 17 anos com acesso à internet já viram conteúdo sexual na rede (dados de 2015). Participaram da reunião o presidente da SaferNet, Thiago Tavares e o representante do Comitê Gestor da Internet, Fábio Senne.

Políticas públicas – a representante do Ministério da Saúde, Gracielly Alves Delgado, defendeu uma melhor integração entre diversos órgãos governamentais para promover a prevenção e atendimento às vítimas. Ela também disse que é preciso garantir mais segurança ao profissional de saúde que precisa fazer a notificação do abuso. Algumas vezes estes profissionais são ameaçados pelos agressores. Gracielly também citou nota técnica que permite que adolescentes sejam atendidos nas unidades de saúde desacompanhados dos pais.

Facebook Twitter Youtube Instagram

Unsubscribe